ADOÇÃO LEGAL

Como Prevenir:

  • Disseminar informações pertinentes sobre o tema (entrega consciente para adoção legal) para a quebra de mitos e equívocos;
  • Provocar a discussão do tema (entrega consciente para adoção legal) para conscientização social do preconceito e do estigma, promovendo aceitação e o apoio social das mães que entregam seus filhos em adoção.
  • Possibilitar o acesso da gestante ou mãe que se sente impossibilitada de exercer a maternidade às informações que lhe possibilitem escolher, de forma consciente, o destino do filho;
  • Sensibilizar, informar os profissionais, pessoas de instituições governamentais e não governamentais para que realizem o acolhimento, orientação e encaminhamento das gestantes e mães que manifestam interesse em entregar o filho em adoção;
  • Informar os profissionais das redes de serviços sobre os direitos da criança e alertar sobre seu dever ético profissional de denunciar à Vara da Infância e Juventude casos de abandono, maus tratos e adoções irregulares;
  • Afixar material informativo sobre o tema (entrega consciente para adoção legal) em pontos estratégicos da comarca de Cascavel;
  • Divulgar o tema (entrega consciente para adoção legal) nos órgãos de imprensa da comarca de Cascavel;
  • Possibilitar o atendimento psicológico às gestantes e mães que manifestem interesse em entregar o filho em adoção, desde a tomada de decisão até a elaboração do luto pela separação de seu filho;